terça-feira, 6 de maio de 2014

-A sombra.


Bem vindos viajantes do mundo mágico da internet.

Eu sou o filho do amor e da raiva
Eu sou aquele que o mundo teme e treme quando passa
É para mim que os olhares se entortam,
Que as bocas se torcem e os pés se descontrolam.

Sou a sombra obscura de tudo o que vê
Estou em cada canto, cada esquina, sempre atrás de você
Sou aquilo que faz com que sua espinha se arrepie
Aquela sensação de alguém te seguindo na rua escura e quando você vira não há ninguém

Tudo o que toco, vira cinzas
Tudo o que sou, se perde na eternidade
Tudo o que eu acredito, são um bando de mentiras
Tudo o que vivo, ninguém viverá jamais.

Quantos sonhos destruídos passo por cima todos os dias
Quantos medos alimento a cada inspiração de meus pulmões
Quantas vidas tenho em minhas mãos descontroladas
Quantas lágrimas molham meus pés já cansados de andar

Tudo o que eu quero, alguém já tem
Todas as palavras que um dia quis dizer se perderam na noite fria
A única companhia que tenho é a da minha sombra
Que não passa de um reflexo de tudo o que eu um dia pensei que poderia ser.

Câmbio Desligo.